Bem-vindos ao The Raven Cycle Brasil, sua primeira e melhor fonte sobre a saga de livros e série de TV! Possuímos o melhor conteúdo sobre a Saga dos Corvos no Brasil. Com único intuído de informar e unir fãs esperamos que gostem do site e voltem sempre a nos visitar. Aproveite para nos acompanhar nas nossas redes sociais para ficar ainda mais informado sobre a saga.
[TWITTER] Maggie solta trecho do extra: “Opala”!
08.Dez

No dia 24 de novembro, Maggie Stiefvater publicou em seu twitter sobre uma história extra, de 11 mil palavras referente a Opala [confira aqui] e liberou um pequeno trecho do extra. No dia 08 de dezembro, Maggie voltou a falar sobre o extra, liberando outro pequeno trecho em sua conta do twitter e instagram.

Confira ambos os trechos, traduzidos por nossa equipe*, abaixo:


Essas eram as regras. Alguns visitantes podiam ver ela, se Ronan dissesse estava tudo bem, e alguns visitantes não podiam ver ela, se Ronan dissesse para ela desaparecer, e nenhum visitante podia ver seus cascos.

Ela não podia comer nada que estava dentro da casa, a não ser que tivesse sido dado para ela. Mesmo se fosse algo que soava bom enquanto ela mastigava, como caixas de papelão e utensílios de plástico. E, em particular, ela não poderia comer nada do quarto de Adam ou de Aurora, e se ela comesse, seria punida. Ela não podia chamar o Ronan de Kerah, porque ele tinha um nome e ela era perfeitamente capaz de formar qualquer palavra que quisesse, diferente de Motosserra, que só tinha um bico. Ela podia escalar em quase tudo que quisesse, exceto em carros, porque cascos não são bons para o metal e também porque suas mãos sempre estavam muito sujas. Ela não precisava tomar banho ou se lavar, apenas se quisesse entrar na casa, e ela não podia mentir sobre ter se lavado se quisesse sentar no sofá, porque Deus, Opala, suas pernas cheiram a cachorro molhado. Ela não podia roubar. Esconder objetos de outras pessoas conta como roubo, ao menos que os objetos sejam presentes, os quais você esconde mas então ri sobre depois. Coisas mortas estavam […]

 

 

Ela se encostou nele e ele se encostou nela, e ele disse, “Deus, que ano.” Ele disse isso com um sentimento tão humano que o amor de Opala por ele transbordou, então ela finalmente desistiu e o levou para onde tinha enterrado todos os pratos.

“Esse é um buraco grande,” ele disse, enquanto eles o encaravam. E era. Era grande o suficiente para enterrar um intruso ou um jogo de louça para doze pessoas. “Sabe, eu costumava achar que você fosse crescer. Mas eu acho que você já está crescida, não está? Esse é o jeito que você é.”

“Sim,” Opala disse, em inglês.

“Algumas vezes, o jeito que você é é um saco,” ele acrescentou, mas ele podia perceber que ele havia dito com carinho.

Parecia que iria ficar tudo bem.


Fonte: (x) (x)
Tradução e adaptação: The Raven Cycle Brasil – não reproduza sem créditos, plágio é crime.
*Tradução não oficial.

Aproveite para ler também:
Espere! Não se vá antes de deixar o seu comentário sobre o post


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



O The Raven Cycle Brasil não é afiliado a autora Maggie Stiefvater ou a equipe/elenco envolvida na série. Todo o conteúdo postado aqui, pertence ao site ou terá os devidos créditos. É proibida a cópia total ou parcial deste layout. Site sem fins lucrativos.